sábado, 13 de dezembro de 2014

Lou(cura)

Se para ti já sou passado
restos e rastros quase mortos
poucas lembranças e remorsos
traumas e tempos acabados

És em mim lembrança viva
de dois corpos enlaçados
de dois corações atormentados
da dor latente e sofrida

E da traição não absolvida
me restam teu falso descaso
me restam teus poucos discursos

E assim sigo este percurso
guiada às cegas pelo acaso
herdando uma alma repartida.









Nenhum comentário:

Postar um comentário