terça-feira, 12 de junho de 2012

Aquele do Fim

Um dia era paixão
No outro era Amor
Mais adiante era Mundo.

E pensou que o Amor
virou Mundo.
E fez do Mundo
o seu Amor.

E esqueceu do Eu
no mundo.
E esqueceu do Eu
no amor.

Um dia lembrou do passado
Quando o Mundo
não era Amor.
Quando o Eu
era Mundo.
E o Amor
estava no Eu.

Um dia lembrou do passado
e foi feliz.

E o Amor
acabou.
O Mundo
me encontrou,
Num Eu mais-que-perfeito
que não mais voltou
a pensar ser Mundo
o que só era Amor.