sábado, 31 de agosto de 2013

Coisa de


  1. Gritando pelo abridor que não existe.
  2. Teimando com a janela estragada.
  3. Olhando pra folha que persiste
 sem nada.

Melhor voltar
a falar
com a tv desligada.

Coisa de doido.
Coisa de vida.


Brincadeira

Brincar de

S                Z
  E             I
    R        L
       F  E

É limpar a

sujeirinha

Entre seu

B        G O         E
      I             D

E seu

N
      A
            R
 Z     I

Da intensidade

E mesmo

suuuuuuuspiraaaaaannndoooooooooo

                                                                                 de alívio.
O medo 

permanece.

medo de
algum dia.
algum dia.
algum dia.

A sua ausência
ocupar
seu lugar.

Será medo? Será amor?





quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Da chiura

Só para lembrar      ..                  ..          é melhor nem levantar.
                              ..                  ..
                     que quando o sofá não deixar
                     ..                                         ..

domingo, 25 de agosto de 2013

O sonho dos olhos abertos

Que este sopro gelado
me acorde
E num suspiro assustado
eu veja
Você deitado ao meu lado
dormindo
Que este sopro gelado
me acorde
E num suspiro assustado
eu veja
Você deitado ao meu lado

Você deitado ao meu lado.


quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Do mergulho à necessidade

M
e
r
g
u
l
h
e
i
em amor raso

e não por acaso.
Me afoguei.

Por
Sorte
ou necessidade.
Respirei.





domingo, 18 de agosto de 2013

Sentido

Deixou que eu
olhasse
para o
lado.

E entendi o
sentido
de tudo o que havia espalhado.

Como é bom sentir.





sábado, 10 de agosto de 2013

Corroída




você é o tudo
que espero 
ainda,
espero que
ainda
possa te 
esperar.













Das faltas que me faz

Das mãos
o gelo a esfriar o meu corpo, e esquentar a alma.
Dos braços
o apoio, o abraço, o chamego, o amasso.
Da boca
as palavras, os cigarros, as piadas, os sarcasmos.
Dos olhos
o "te amo" mais sincero, as trocas sem mistério.
Dos cabelos
o cafuné, a teimosia, a maciez, a agonia.

Das mãos
Dos braços
Da boca
Dos olhos
Dos cabelos

Sinto falta do teu eu inteiro, a completar a minha metade.
Metade,
Sozinha,
Inútil.


quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Reza braba

Rezar um terço.
Pra daqui a oito nonos.
1/2 de nós.
Decida ser um inteiro de tudo.

Tropeço na calçada

E olho pra Lua,
sorridente filete branco,
como se gritasse:

Ande,
Continue andando,
pois amanhã ou depois
a vida pode seguir
Piorando.________________________________________






Queimando

No inferno.
Sem capeta para abraçar.

Astral.

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Que caiam

Que
caiam
as
lágrimas
por te querer demais.
Que
caiam
as
lágrimas
por não poder te ter.
Que
caiam
as
lágrimas
por sentir sua falta.
Que
caiam
as
lágrimas
para que eu possa viver.


segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Cinestesia

Tinha
          que
                respirar.

R         eeeesss                   piiiiiiii             reeeiiii.

E sinto
sua                        .

                                                                                                    que me faz
                                                                                                    querer
                                                                                                v
                                                                                            o
                                                                                         l
                                                                                      t
                                                                                  a
                                                                              r
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               atrás.

sábado, 3 de agosto de 2013

"Entre a falta de juízo e a razão"

Escute

Este é um tempo de medo
Um medo do tempo acabar
o que mal começou
a              e      n      g     a      t       i       n        h       a        r.



Do que é, ou poderia ser se hoje ainda fosse

Tão fácil
como te
querer pra 
sempre e depois.
É ser

 livre

A dois.

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Aquele do Espelho

Naquela sala antes visitada
Havia um espelho.
Naquela sala antes visitada
Havia um espelho.


1.

Um espelho torto.
Um espelho embaçado.
Um espelho.

2.

Um reflexo perfeito.
Um reflexo perfeito.
Naquele espelho.

3.

Na janela entrou o vento.
O espelho, sem solidez, cai.
O espelho, sem solidez, quebra.

4.
Naquela sala antes visitada
agora guarda espelhos.


5.
Espelhos tortos.
Espelhos embaçados.
Espelhos.

6.

Reflexos imperfeitos.
Reflexos imperfeitos.
não mais idênticos ao que refletiam.
Reflexos.

7.
Naquela sala antes visitada
temos espelhos quebrados.
temos reflexos imperfeitos.
E o reflexo sou eu.