terça-feira, 28 de julho de 2015

Roubado

Derradeiro dia
Entre as estantes de poesia
Um beijo me sentenciou
A viver morrendo
Amando
quem já jurou
O poético
eterno amor.