sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Não.
Não.
Não seu estúpido! Não!
Não vê que nego tudo o que diz ?
Não vê que preciso voar daqui, como uma águia?
Abocanho as amarras do mundo que predem o meu querer dizer,
Solto as palavras como jatos.
Elas pulsavam dentro de mim, e agora se fazem únicas pelo nojento ar urbano que tenta evitá-las.
Repulsa! Repulsa!
Preciso gritar.. preciso, preciso, não quero!
...vazia, estou vazia, me sinto miúda, me sinto usada, tenho nojo de tudo o que pode ser comparado a solidão.
Cansei dessa lorota, essa falsa idéia de felicidade, resolvi que serei triste pra sempre, pelo menos enquanto durar a sobriedade.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Aaah.. nada como ar puro, sombra, água fresca e uns mugidos de vaquinhas meigas para revitalizar toda a energia que a urbanização rouba de você.
É nesses lugares que devemos esquecer dos problemas, ou quem abe tentar entendê-los, ou respondê-los se for possivel.
É em lugares assim que mia risada fica mais verdadeira, que a amizade se enlaça e resolve não desgrudar mais.
E agora basta fechar os olhos e tentar lembrar como tudo pode ser mais simples e feliz.
Hora de mudar, não acha? Poisé, há muita coisa a se fazer.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Ao Desapego!

Peguei a minha taça e bati com uma colher, retirei as minhas luvas de seda e disse: ao ato de não se apegar, a libertação da alma e da mente! E todos os senhores e senhoras a minha volta bateram palmas de maneira educada e voltamos ao nosso jantar.

Não, não é bem assim: na verdade eu cheguei no balcão e falei: TEQUILAAA CARAI. Peguei a tequila, olhei para o horizonte me deparando com uma geladeira de cerveja Skol e disse, AO DESAPEGO! Lambi o sal, virei a danada e chupei o limão com toda a ferocidade que consegui. Depois disso voltei a dançar loucamente até o chão.
Sim, ao desapego, ao desapego de tudo, ao desapego de tentar ser alguém que na verdade você não é. Ao desapego de tentar acreditar naquilo que você não entende. Se você deseja ser burro está na hora de queimar os livros! Ao desapego de poder falar merda onde quer que eu ache necessário. Ao desapego de ter que aceitar pessoas escrotas por perto.
O desapego é poético, é libertador. É maravilhoso! Maravilhoso!
Bata palmas, grite, urre, tire a camisa e grite Timão ÊOOO sem medo te chamarem de marginal.
Use as roupas do verão passado e não tema tirarem fotos suas e te julgarem mal vestida!
Tenha namorado, não tenha namorado, tenha até mais de um namorado, faça uma suruba, seja gay.
Desapegue-se das regrinhas sociais, centrais, estúpidas que você pensa que deve seguir.
Não siga! Não seja seguido! Não fique parado! Corra e cante Restart se assim vc acha que será feliz.

Fale de política, não fale dela, finja que isso não existe, lute por um país melhor. Mas Faça aquilo que VOCÊ queira.
Não a Pagação!
Não a Pagação!
Levante a sua tequila, encha os pulmões e fale, Ao desapego.

Desapegue-se do mundo e seus achômetros, apegue-se a você e sua opinião!

domingo, 18 de julho de 2010

Sem Bermudas por Hoje

Ok, parei com esse amorzinho ridículo. Já está bom de depois de cagadas em uma noite ter que parar e ver que choro ainda por você, melhor dizendo, somente por você. É triste e revoltante a sua falta de carinho, e é mais triste ainda eu não me revoltar tanto quanto devia por isso. Eu não devia nem te olhar, muito menos te beijar quando você me pede por isso.
Eu fiquei bêbada, eu falei tudo o que eu devia.
Você virou as costas e foi embora.

Não quero mais bermuda azul marinho. Tem uma calça de couro que realmente serve em mim.

Por ele não é preciso chorar.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Enfim, acabou a copa e levou junto o primeiro semestre da tão sonhada faculdade.
E eu aqui, com tanta coisa pra dizer, mas sem saber como falar.
E agora José?

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Quarta feira da...Paixão?

Sabe quando você quer se sentar em um lugar cheio de grama, e uma pessoa está lá tocando uma música linda pra você?
E você consegue apenas olhar para ela pensando em como uma pessoa assim, tão "despercebida" pode te atrair de maneira tão simples??
Esqueço de política, roma, índios, e o diabo histórico que está sempre fomegando em minha cabeça pra prestar atenção em cada acorde perfeito e em cada palavra cantada.
É estranho de novo. É medonho de novo. É devagar de novo!
Sabe quando o medo da solidão total invade sua mente? E você quer se agarrar na mão de alguém e vê que acabou escolhendo a pessoa errada? Que aquele que poderia te fazer feliz está bem do lado dela, cantando de forma magnífica?
Não resta nada. Apenas um martelo mental, que bate na mesma tecla: Errou de novo.
Só posso curtir a música em silêncio, em silêncio.

sábado, 12 de junho de 2010

Entitular é o mesmo que Rotular.

Primeira postagem do notebook, super in, cool, mára gaga. Chupa essa manga!
Boom hoje não tenho sentimento estranhos, tirando o costumeiro fogo que agora me acompanha diariamente. Preciso de um bombeiro.
Escuto músicas muito felizes hoje a noite, e mesmo eu não saindo sabe que estou de agrado com meu final de semana. Isso e muito bom, uma experiência de construção de maturidade com sucesso!
Hoje quero deixar claro que: Odeio amigos que não me respondem no tempo limite desejável no msn, isso me estressa.
Mas não vim aqui expressar-me sobre isso, hoje será diferente. Assim como a Quarta é o dia da revolta monster, Sábados losers a noite em casa será o dia de uma discussão mais cabeça.
Prometo fazer um post com uma agenda semanal. Esse post não é lugar pra maiores explicações.
Hoje vi como se inicia a tentativa de fazer a política. Lógico que digo sobre a política no conceito de Ranciére. Afinal Aristóteles e um doido de direita total, burgueisinho metido a besta que serviu apenas pra outros assuntos, não pra dizer o que é política.
É complicado, fiquei calada tentando absorver tudo o que falavam, mas foi bem proveitoso.
Então venho aqui depois da aplicação da teoria e a visão da prática mostrar o que penso sobre esse trambolho que todos fogem chamado política! ( Música de suspense medonha por favor)

POLÍTICA NA VISÂO DE UMA AMANTE DE PRIVADAS E CEMITÈRIOS

Bom, vamos lá, a política nunca é um assunto que reúne todos o brasileiros juntos para ver ela ocorrer e depois comentar, pra isso ela teria que 11 pessoas com roupas iguais corrento atrás de uma bola para acertá-la em uma rede, assim quem acerta mais ganha um troféu dourado. Muito semelhane com algo não?
Sem dizer sobre toda a história política do país, que sinceramente, dá vontade de fugir da política mesmo.
Assim, se já é difícil falar de plitica sem ser ignorado, imagina tentar decifrar o que é política na realidade?
Por isso existem professores de hitória que sabem de tudo sobre o desconhecido.
Ranciére (Jacques para os íntimos) é o autor com quem eu mais me identifiquei na bsca pela resposta sobre o que é a política.
Em uma sociedade nos podemos falar sobre sociedade absoluta e sociedade relativa.
A primeira nome já diz e eu não vou explicar mais que isso porque se você não sabe que é absoluta vai ler um blog de conselhos estéticos ou um dicionário quem sabe.
A segunda,vou dar uma colher de chá e explicar para caso de ter um semi analfabeto na tela é recomendável abrir bem os olhos e ler cadafrae pausadamente: Sociedade relativa, e uma parte do todo, que infelizmente, representa o todo. Um exemplo: em uma sala tem 40 alunos no total (sociedade absoluta), ms em uma sexta feira compareceram 16 (sociedade relativa). Assim os 16 vao representar os 40, e vão ter uma aula normal, como se todos estivessem na sala.
Assim quem falto será prejudicado não? Quem chegou a esse pensamento levante e bata palmas em sua própria homenagem.
Vams agora passar esse exemplo para a sociedade: Em certo bairro temos 600 crianças, mas a escola pública tem caacidade penas para 150. E as outras 450? (quem falar: "uéé, vai pra particular", merece a morte social do mundo pensante) Estas não estavam presentes na contagem do governo de sociedade relativa. E serão prejudicadas propositalmente, mantendo a sociedade nesse estado de calamidade educacional.
Agora vamos pensar objetivamente: um riquinho, nascido em berço de ouro, não necessita de escola pública certo? Então todas as 600 crianças colocadas são de classe baixa (não vem com essa de que é media, "é pobre e pronto"), ou sejaaaa, são 450 crianças de classe baixa deixadas de lado.
Essas excluídas, são chamadas de indivíduo não-identitário. Podemos compará-lo à sociedade grega, onde os escraos não eram considerados cidadãos por nã possuírem logos, u seja o dom de utilizar a palavra na busca de um raciocinio lógico. Em palavras fáceis: O cérebro não interagia co a boca. Sim, dessa maneira mesmo.
Então, os indivíduos não-identitários são justamente aqueles não considerados "utéis" ao governo. E também, pelo próprio motivo de exclusão são considerados aqueles que devem fazer política.
OPA! - você deve estar pensando - Como assim pobre fzendo política? E o governante, não seria ele quem deveria fazer isso??
E ai vai a resposta: NÃO.

Querem saber porquê? Próximo post eu explico.

Saudações históricas a todos!

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Drogada, prostituída e sozinha.

Sabe qual é o sentimento de querer mudar tudo e então uma pomba caga na sua cabeça quando você está no momento exato de felicidade pura?
Bom, isso é literalmente uma merda.
Mais que uma merda, é um esgoto inteiro!
Você planeja um feriado perfeito, e tenta começar ele com um pouco de sensibilidade, o que pra você não é nem um pouco fácil, e vem belíssima pomba, que ignora todo o fato da sua felicidade, mira em seu cocuruto e joga uma bostinha fedida e escrota.
E sua única saída e largar a felicidade e arranjar um jeito de lipar a bostinha antes que ela te afete.
Poisé, cagaram em mim, e me afetaram pq não fui tão rápida.
Isso doi mais do que amor não correspondido, as pessoas envolvidas preocupam comigo, pedem para eu ficar mais com elas. E quando eu fico gostando de ficar perto e tudo, cada uma vai pro seu canto.
Pra quê então essa preocupação? pra que isso??? É uma busca de proteger a própria reputação? Porque se fosse por mim eu não seria expulsa de um começo de carinho.
Cansei de Máras, Aves tipicamente brasileiras, o diabo a quatro. Cansei de tudo.
Quero uma tequila, quero dançar sem ver quem está do meu lado e sem ter q olhar na cara de quem já me magoou tanto e ainda tem coragem de me julgar.
Não é preciso ser aberta, sempre vão desconfiar, isso tudo por culpa deles mesmos, que nunca cultivaram a confiança dentro de si, já que não eram confiavéis.
Eles estragaram a minha vida toda, até este momento.
Decidi que o verbo amar é mais um adjetivo ilusório que classifica a vida como perdida.
E assim eu perco até o raciocínio, já que aqueles que realmente querem minha atenção estão completando o que falta em minha alma.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Bem aventurados os doidos de pedra!

Basta este título para me sentir melhor.
E a dúvida um pouco se esvai, um pouco permanece.
Num mundo completamente insano nada mais normal do que sentir o que não se sente.
Não sentir o que se sente.
Basta que sinta, ou que saiba o que é sentir, pra respirar o ar das borboletas e esquecer do lugar macabro de onde viemos. uma origem nojenta e repugnante.
Assim caminha o cego buscanco cascalho por cascalho ter todas as sensações que a visão não lhe proporcionaria.

domingo, 23 de maio de 2010

Hoje nem é quarta eu sei mas tenho muita coisa pra dizer.
Parece que agora sou a vilã de uma história da disney, daquelas naturalmente más, que nem motivos necessitam.
Me perguntam, porque ficaste apenas na rua apenas longe.
Porque quando estou perto é a mesma coisa se eu estivesse longe, cansei dos mesmo bestiais assuntos de uma mente que se diz evoluída, sofrida com a vida, mas é a mesma criança que sonha com um príncipe e com isso consegue apenas derramar mais lágrimas nas pessoas que por ela são sempre esquecidas.
Na "rua" eu sou querida, bem tratada, amada de forma explícita, e me integro e me divirto.
Se você me falar que a "rua" não é real, eu duvido até o fim.
To tão puta que nem sei o que escrever, SIM PUTA, P-U-T-A.
Foda-se se é palavrão, se não gostou toma no cu que vai gostar.

domingo, 16 de maio de 2010

Desabafos e Desamassos

Poque essa volta inesperada faz com que tudo desmorone e aquela fantasia desabe.
E agora bate a porta mais uma sensação de insegurança.
O que um ciuminhos pode apontar ser o que já se tinha nomeado de amizade?
O que um momento de razão pode apontar como uma desilusão abrupta?
A sensação de sempre querer estar perto apenas aumenta.
E a dúvida sobre sentimentos faz minha cabeça girar.
Outra tequila por favor, eu preciso ir dançar.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

É difícil se acostumar com o perfeito depois de tantos defeituosos que passam em sua mão.
Você desconfia de qualquer coisa excepcional que ocorra. Sempre acha q é um defeito.

Só também.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Vítima, mais uma vez, apenas uma Vítima.

Cai, pronto, falei,
Cai em um sentimento que sempre me corroi de forma degradabte e humilhante.
Mas não há como resistir, ele chega devagar, abrindo pequenos sorrisos, entre os olhares e carícias.
Dessa vez estou mais armada, mas também mais confusa, porque tudo o que a gente quer chega junto? Não podia ter uma fila para relização de desejos, primeiro um, agora o próximo...
Eu quero isso, mas aquilo eu sempre quis.
Depois a culpa é minha de tanta neura. Na verdade a culpa é... de quem?
Acho que nessa história não a culpados, muito menos pano de fundo para poder justificar tudo isso ela simplismente acontece.
Chega dentro da gente de uma hora pra outra com os dedos em figa torcendo para um "final" feliz.
Mas nem sempre é isso que acontece, e assim lá vai ela derrotada, humilhada, dar espaço para a depressão chegar.
Tudo conspira ao meu favor e ao mesmo tempo contra mim. Essa dúvida, porque essa dúvida!?
O celular está mudo, só para aumentar minha angústia, um dia inteiro... 24 horas e mais um pouco, silêncio que me ensurdece de agonia.
Ela ainda está aqui... me fazendo sorrir abobalhadamente mesmo que o dia não esteja tão bom.
Meu Deus, se você existe, o que eu faço?
Se não existir nem apelar vai adiantar.
Apelei, desapelei. Agora respiro e aceito que ela está aqui, e pode não ser um dia bom para nós duas.
Você deve estar se perguntando, ela quem??
Ela.. uma nova história de paixão, de amor, de felicidade. Que pode estar prestes a ir embora.

segunda-feira, 29 de março de 2010

Dispensável.

Hoje bateu aquela nostalgia dos tempos antigos.

Uma vontade de abraçar minha história como se assim pudesse vivê-la novamente, com a mesma intensidade e a mesma forma de sentir o que foi sentido.
Mas ao mesmo tempo sinto orgulho do logar pra onde voei, me sinto completa, sinto que o que bate aqui é um coração que deseja mais e mais, sempre mais!
Como se um Moulin Rouge fosse minha casa, mas eu quisesse mais do que isso, e assim surge alguém que pode me levar pra onde desejo, um lugar de sentir.
As vezes penso se o meu alguém vai demorar, ou se o azar sempre vai me perseguir. Eu penso ter vontade de tudo,mas ao mesmotempo de nada.
Escolhas certas, erradas. Escolher já é difícil, viver muito mais. Amar é impossível.
Espero agora que o sonho do futuro perfeito continue me ildindo, essa ilusão boa, de mundo feliz, de pessoas contentes. Talvez seja ma esperança. Talvez seja uma idiotice. Apeas digo ser bom pensar que o que tenho é pequeno perto do que quero ter.
Jogaram as cinzas do passado no mar, eu as engoli, pra nunca sairem de mim, nem por um só segundo.
Hoje o romanismo mudou até como escrevo. Belo romance idealizado em sofreres e cicatrizes.Bela maneira de dizer que tudo está perdido em um mundo de perdição.
Apenas lave suas lágrimas de sangue se prontifique e termine o que começou.

quinta-feira, 25 de março de 2010

Revirei-me

Nossa, amanhã eu não tenho tempo para respirar.
Faz um bom tempo que não posto nada né
Pois bem hoje estou postando que esse final de semana está sendo o mais louco de todos.
Sexta tem festenha, sábado tem possível oozeada ou então sairei com o gostoso da sala.
Meus amigos acho q não sentirão falta de minha presença pois eles estão SE PEGANDO. uhuul delicia.. love is in the air.
E sairei com os muchachos na sexta.
Sexta vou ser feliz.
O marrom não deu certo mas o branquinho.. huuumm se dará.
Ai ai ai ai caçupu do caçopai.
Minha vida está ótema.. tirando o fato de que algumas coisas não me agradam muito. Nada extremo ao ponto de causar um post numa quarta feira da treta.
Bom, ninguém vai entender isso aqui mesmo né. Beijos na Bunda e até segunda.
(duvido que postarei segunda mas a rima é legal)

terça-feira, 9 de março de 2010

Terça Feira do lerê

Ontem com muito custo, mais muito mesmo, dava até pra comprar um carro de tanto qe custou.. Eu dormi! Foi uma noite muito bem dormida.. apesar que acordei as sete e meia com uma vontade de ficar na cama até não ter um pingo de sono pra por pra fora.
To no meu serviço.. depois de ler o texto da faculdade pra sexta, e já conto os minutos pra ir pra faculdade, tomar um creme de açaí.. huum.
Hoje sobre o que eu quero falar?
Sabe que hoje será o dia do sem tema. Terça feira é um dia muito avulso pra ter um tema.
Segunda é o dia de nunca postar nada já que estarei depressiva só pelo fato de ser segunda, terça é o dia avulso, quarta é o dia de postar a revolta e toda a sua rapidez em digitar palavras nervosamente erradas, quinta é o dia de as vezes escrever alguma coisa bonita afinal está chegando sexta, e sexta não é dia de postar porque estarei muito bêbada para isso.
Até que seria uma boa postar alguma coisa bêbada. Vou tentar!
bom tenho q voltar ao batente, fazer o que.
Daqui a pouco chegam os loucos para fazer de uma escola normal, um manicômio.
Adios Muchachos! Arribá

domingo, 7 de março de 2010

Eu Voltei

Tanto tempo que eu não posto nada aqui..
é a faculdade sabe.. ai ai muitas coisas a fazer.
e a droga do trabalho q eu odeio q consome todo o meu tempo possível.
Mas agora volto a postar para mim mesma.. e os benefícios que esta privada me faz!
A como é bom soltar umas palavras sem ter q pensar muito no que dizer!
Bom começo a minha trde de domingo descobrindo que talvez eu esteja fudida.. junto com toda a relação que tenho com uma parte de minha família.
Se uma pessoa pudesse pagar um outdoor pra espalhar pro mundo o que eu faço ou deixo de fazer.. já sei até quem seria.
Uma preocupação tão exagerada comigo que mais parece doença, ou falsidade.Pq aos olhares dela eu que sou a psicopata sem sentimentos.
Mas não destrui nada que era de ninguém, apenas o que é meu!
khfjkfshgjkfh aff segunda vez que eu tento rir nessa coisa e acho estranho.
Talvez aqui não seja um lugar de risadas e diversão aqui é apenas onde jogo pra fora o que realmente doi aqui dentro, ou expresso sem sentimentos felizes assuntos cotidianos da minha vida.
Pois bem.. a faculdade esta realemnte me agradando, adorei meus professores e meus colegas de sala. Tem um lá que é um pitelzinho, uma amiga muito bacana, e uns peida na farofa que até me agradam!
Os corredores da ufu me fazem bem, parece que lá sou uma nova pssoa. Poucos conhecem de onde vim, e me sinto normal. Como qualquer um.
Mas não deixo a competitividade de lado, de jeito nenhum! quero ser a melhor da sala. Com certeza serei.
A domingo é um dia deprimente. Só de lembrar que segunda começa de novo o desafio de esperar chegar a noite pra eu ter um pouco de sossego!
Depois eu que sou falsa. Eu que manipulo.
Ai se isso fosse o BBB.. alguém seria eliminada rapidinho.
Que comentário mais fútil..
Finjam que eu não disse isso.. mas como aqui é papo privada não vou apagar.
Até o próximo domingo inquietante onde tenho que respirar fundo sonhando com a casa própria..Silvio Santos me ajude.