terça-feira, 4 de novembro de 2014

Preci(o)sidades da saudade

É preciso distrair
Distrair do que ficou
Distrair do que você deixou
Distrair da mágoa que restou
Dos planos que fizemos
Das falhas que plantamos
Do tempo que amamos
Do desejo de você
                                   É preciso Distra(ir)

Nenhum comentário:

Postar um comentário