segunda-feira, 31 de março de 2014

Rascunho

Quem dera eu
viver de poesia
alimentar-me de versos
que bem me faria!

Passar a vida rimando
em minh'alma buscando
os desejos e lembranças
as tempestades e bonanças
Aproveitando tropeços
fazendo novos começos
Criando estrofes
com o tema: amor
sem seguir regras
e nem tendo pudor.

Quem dera eu
viver de poesia
alimentar-me de versos
que bem me faria!

Quem dera eu, viver!





Nenhum comentário:

Postar um comentário