terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Ponto Final

O balde foi chutado, mas você continua em meus pensamentos.
E agora eles se fazem tormentos,
ao passo que imagino reviravoltas
Todas elas me culpando por não ser sua por inteiro.
E todas elas me julgando, ignorando meus sofrimentos.
Até quando, ficarei arrastando lamentos?

Pois hoje chutei o balde,
Derramei minhas lágrimas pelo chão,
Espero o Sol para secá-las
E, quem sabe, este pensamentos pra longe irão.

E assim voltarei a dizer: o amor? Não sei quem é, apenas sem quem foi e também que nunca mais virá a ser o que antes era com você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário