quinta-feira, 21 de julho de 2011

Desafio

Ontem me desafiei, me perguntei se tudo o que digo que passou realmente está longe, e então olhei nos seus olhos, acariciei seu sorriso, e vi sua busca por manter tudo de pé enquanto eu só observava serenamente.
O seu sorriso passou a ser o meu, seu olhar filtrou as dúvidas, e venci meu próprio desafio.
Como prêmio ganhei seu beijo, embalado pela música daquele bar, que ao mesmo tempo que eu estava, já não estava mais, pois me perdi em seu abraço.
Beijei, abracei, voltei a sentir o que antes era puro medo, puto medo que me arrastou pra essa realidade vazia e de choro seco.
A meia noite badalando no sino da igreja daquela praça, e eu o aceitando de volta, e selando um pacto com ele, prometi que não o abandono, o amor agora sempre aqui estará. Beijo-te para assim assumir o compromisso que faço com minha alma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário