quarta-feira, 2 de junho de 2010

Drogada, prostituída e sozinha.

Sabe qual é o sentimento de querer mudar tudo e então uma pomba caga na sua cabeça quando você está no momento exato de felicidade pura?
Bom, isso é literalmente uma merda.
Mais que uma merda, é um esgoto inteiro!
Você planeja um feriado perfeito, e tenta começar ele com um pouco de sensibilidade, o que pra você não é nem um pouco fácil, e vem belíssima pomba, que ignora todo o fato da sua felicidade, mira em seu cocuruto e joga uma bostinha fedida e escrota.
E sua única saída e largar a felicidade e arranjar um jeito de lipar a bostinha antes que ela te afete.
Poisé, cagaram em mim, e me afetaram pq não fui tão rápida.
Isso doi mais do que amor não correspondido, as pessoas envolvidas preocupam comigo, pedem para eu ficar mais com elas. E quando eu fico gostando de ficar perto e tudo, cada uma vai pro seu canto.
Pra quê então essa preocupação? pra que isso??? É uma busca de proteger a própria reputação? Porque se fosse por mim eu não seria expulsa de um começo de carinho.
Cansei de Máras, Aves tipicamente brasileiras, o diabo a quatro. Cansei de tudo.
Quero uma tequila, quero dançar sem ver quem está do meu lado e sem ter q olhar na cara de quem já me magoou tanto e ainda tem coragem de me julgar.
Não é preciso ser aberta, sempre vão desconfiar, isso tudo por culpa deles mesmos, que nunca cultivaram a confiança dentro de si, já que não eram confiavéis.
Eles estragaram a minha vida toda, até este momento.
Decidi que o verbo amar é mais um adjetivo ilusório que classifica a vida como perdida.
E assim eu perco até o raciocínio, já que aqueles que realmente querem minha atenção estão completando o que falta em minha alma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário